Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Alcochete (com fotografias)

Foi no passado dia 17 de Abril, na praça de Alcochete, que o Grupo de Montemor realizou a sua terceira corrida desta época. E das três, esta corrida adivinhava-se como a mais séria, sendo necessário que todo o Grupo estivesse concentrado e na máxima força.

 A fardação foi na Barroca D'Alva, onde o Tio José Lupi e o Manel, mais uma vez, nos abriram as portas e nos receberam com muita simpatia. Obrigado! Um muito obrigado também ao fotógrafo Francisco Romeiras que nos cedeu com toda a gentileza a reportagem fotográfica que se segue.


A corrida era anunciada como a corrida das Dinastias, e os cavaleiros eram: António Brito Paes, João Moura Caetano, Manuel Lupi, João Ribeiro Telles, Tomás Pinto e João Salgueiro da Costa. Os touros eram de Herdeiros D. António Ordoñez e, para os pegar, Forcados Amadores de Montemor e Alcochete.
Os touros foram muito diferentes em peso, cumpriram em comportamento durante as lides, saindo, no entanto, sempre sérios para a pega. O nosso 1º tinha 690Kg (Romão à 2a), o nosso 2º tinha 585 Kg (Peco à 1a) e o nosso 3º tinha 490 Kg (Caldeirinha à 1a). Curiosidade: os três forcados que pegaram chamam-se João.


O João "maior" pegou o touro maior (e que grande touro que era!). Na 1a tentativa entrou cedo de mais nos terrenos do touro, o que fez com que este não tivesse uma investida clara, acabando por desfeitear o forcado logo na reunião. Na 2a tentativa o Romão foi com muito mais calma, carregou no momento certo, recuou bem na cara do touro e teve uma reunião exemplar. Pena que o touro, devido ao cansaço, tenha afocinhado, resultando assim numa lesão do Romão que, com um grande querer, e apesar da dor, não se largou de modo nenhum, até a pega estar concluída. As melhoras e põe-te bom depressa!


O João "do meio" pegou o touro do meio (que também era grande!). Com a calma que o caracteriza avançou para a pega. O touro arrancou quando o Peco mandou, mas ensarilhou bastante, não permitindo uma reunião limpa, mas sim uma reunião em que o forcado demonstrou toda a vontade em ficar na cara do touro. Aguentou uma viagem longa, teve uma grande 1a ajuda do JP, recompôs-se na cara do touro e realizou, assim, uma boa pega à 1a tentativa.


O João "mais pequenino" pegou o touro mais pequenino (também não era assim tão pequeno!). Brindou aos antigos elementos e amigos do Grupo que vieram, em grande número, dar o seu IMPORTANTE apoio em mais uma corrida do GFAM. Depois colocou-se bem cá atrás, andou com calma e carregou o touro de largo. Este arrancou-se e, depois de uma boa reunião, deu um derrote para cima, no qual o Caldeirinha deslocou o ombro direito. Mas não foi razão suficiente para a pega não se concretizar, antes pelo contrário: o João agarrou-se ainda com mais força com o braço esquerdo (o direito ia pendurado) e aguentou uma longa viagem do touro, que só parou no centro da arena. Mais uma boa pega, nesta tarde de touros em Alcochete.


O grupo de Alcochete realizou as suas pegas à 2a tentativa (Nuno Santana), 1a tentativa a um touro de 695 Kg (Dédé) e 1a tentativa (João Pedro).


Como costumo ler na Tauromania, também hoje gostava de realçar os mais da corrida (em relação aos menos não tenho nada a dizer). Mais:
+ a vontade do Romão e do Caldeirinha que, mesmo lesionados, nunca se largaram do touro, até terem a certeza que a pega estava concretizada. Grande exemplo de vontade e espírito de sacrifício em nome do Grupo;
+ a quantidade de antigos elementos e amigos do G.F.A. de Montemor que nos vieram apoiar nesta corrida. Obrigado! Que seja assim em todas as nossas corridas desta época;
+ a grande pega do Dédé, dos Amadores de Alcochete, que ficará por muito tempo na memória de quem a viu.

João Cabral
22 Abril 2011

 

 

 

 

Reportagem fotográfica: Francisco Romeiras

Voltar
com o apoio de